Exclusivo! Documentos Inéditos: Relatórios Legíveis da Operação Prato e Entrevista com mais um Oficial da Aeronáutica

Prezados pesquisadores,

A Operação Prato deixou uma extensa lista de documentos e registros ao longo de quarenta anos de história. O acervo é composto por documentos oficiais liberados pela Força Aérea Brasileira – FAB e documentos do Serviço Nacional de Informações – SNI.  Além destes liberados oficialmente, vários outros foram “vazados” extraoficialmente tendo sido publicados pela Revista Ufo.

Todos os detalhes sobre a história da liberação desses documentos podem ser conhecidos na seção “Documentos Oficiais” em nosso site.

Entretanto, para quem já leu atentamente esses documentos ou mesmo folheou-os por curiosidade, percebeu que muitos deles se encontram com partes um pouco apagadas e em alguns casos, até mesmo ilegíveis, pois parecem tratar-se de cópias de impressões do antigo fac-símile. Diante disso, muita informação encontrava-se perdida. Até agora!

A equipe do site www.operacaoprato.com conseguiu diversos Relatórios Militares através de uma fonte altamente fidedigna e que teve contato direto com militares integrantes da Operação Prato, recebendo o presente material das mãos do próprio sargento João Flávio de Freitas Costa, braço direito do, a época, Cap. Uyrangê Hollanda, comandante da Operação Prato. Entretanto, até o momento, prefere se manter no anonimato por questões pessoais.

Nossa fonte, além de disponibilizar cópias dos mesmos relatórios anteriormente vazados, mas totalmente legíveis, entregou também documentos inéditos sem contraparte na antiga documentação vazada. Nesse conjunto de novos documentos temos duas situações: documentos 100% novos e documentos similares com pequenas alterações de texto e formato. Como exemplo dessas situações, temos o Relatório de Missão – Colônia Jeju (Relatório 15), assinado pelo sargento Nascimento, totalmente inédito e uma peça nova e importante para o levantamento dos fatos. Anteriormente a esse documento, tínhamos daquele dia significativo apenas o documento vazado Relatório do Agente. Agora o horizonte se ampliou. Ambos podem ser considerados complementares, mas trazem informações diferentes, capazes de reproduzir os eventos com maior precisão e profundidade. Cabe aos pesquisadores destrincharem essas novas informações. Outro exemplo, agora de documento similar, mas com diferenças sutis, é o Relatório do Agente – Campo Psico-Social e Econômico (Relatório 06) assinado por Flávio Costa. Na documentação anteriormente vazada, essa análise foi feita dentro do Relatório Comentários, mas além desse formato diferente, temos pequenas alterações de conteúdo que podem ser analisadas com novo enfoque ou não, cabendo aos pesquisadores em suas análises decidirem, como por exemplo, as seguintes frases:

– Vazado:  (…) “o chupa”, em sua ação de sugador de sangue (possivelmente não verdadeira) (…).

Inédito:  (…) “O CHUPA” este sim talvez inexistente em sua ação de coletar sangue (…).

Outro documento, um relatório exclusivo contendo apenas os depoimentos dos moradores de Umbituba, com diferenças importantes que foram suprimidas ou acrescidas nos depoimentos até hoje conhecidos, pode trazer algumas surpresas.

Estamos disponibilizando, em primeira mão, 25 (vinte e cinco) Relatórios que se encontram LEGÍVEIS, sendo alguns deles 100% INÉDITOS.

Para que o presente artigo não perca sua objetividade, optamos por não apresentar as novas versões dos relatórios em sequência a esta introdução, haja vista que se tratam de diversas dezenas de páginas e, a leitura se tornaria demasiadamente longa.

Escolhemos adotar uma configuração na qual listaremos cada um dos relatórios presentes neste artigo, descrevendo seus respectivos conteúdos, com a subsequente disponibilização de links que permitirão o download das suas duas versões (antiga e inédita), com a finalidade de se facilitar a comparação entre as versões.

Talvez o maior mérito dessas novas versões dos relatórios militares não se trate necessariamente de trazer à luz informações impactantes que irão mudar os rumos da nossa compreensão sobre a Operação Prato, mas sim o de revelar registros cuja existência era evidente mas, o conteúdo, um total mistério, considerando a ilegibilidade de várias palavras e frases, pois essas, enquanto não identificadas, poderiam ser “qualquer coisa”, desde dados redundantes, até uma prova cabal que esclareceria a real origem do fenômeno.

Da mesma forma, graças a estes novos Relatórios pudemos identificar novos participantes da missão militar. Neste caso, nos referimos especificamente ao Relatório 22 (versão inédita) que traz uma versão legível do Relatório Extra 10 no qual constatamos a participação do Eng. Químico Agostinho e o, à época, Major Médico Dr. Benchimol em uma vigília. Após os 25 novos Relatórios, confiram no final deste artigo a entrevista inédita que nossa equipe conseguiu junto ao Dr. Benchimol.

Esperamos que novos Relatórios, fotos e, especialmente os filmes da Operação Prato ainda possam surgir e se tornarem públicos e, através deles, consigamos decifrar a origem desses fantásticos acontecimentos que se tornaram o maior evento ufológico de todo o mundo.

RELATÓRIO 01:

Relatório de Missão / I – Parte Informativa

Descrição: Registros elaborados pela equipe militar durante a primeira missão da Operação Prato.

Nº de páginas: 13

Período: de 20/10/1977 a 11/11/1977

SITUAÇÃO:

Vazado: ilegível em alguns rodapés de páginas.

Versão inédita: legível.

Comparativo: Aparentemente a nova versão inédita é a matriz que gerou a versão vazada, no entanto, trechos foram cobertos com uma tarja, que ao serem retiradas, provavelmente devido a cola, danificaram algumas palavras.  Essas palavras foram reimpressas no papel, em alguns casos a máquina em outros a mão, de forma idêntica a versão vazada, mas com uma exceção: na primeira página, ao elencar a equipe operacional, foi acrescido o algarismo 6 ao lado de AGENTES.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 01 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 01 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 02:

Relatório de Missão / II – Parte Informativa

Descrição: O presente relatório mescla informações que foram coletadas junto a moradores das localidades afetadas pelo fenômeno, com dados provenientes de avistamentos presenciados pelos próprios militares durante a primeira missão da Operação Prato.

Nº de páginas: 20

Período: de 12/10/1977 a 08/11/1977

SITUAÇÃO:

Vazado: apresenta várias partes ilegíveis, principalmente em suas partes superior, inferior e direita.

Versão inédita: legível.

Comparativo: No documento vazado falta a página 19, presente na versão inédita. Na versão inédita falta a página 1, presente no documento vazado. A página 19 acrescenta seis observações de “corpos luminosos” ao relatório, ocorridas entre 01h15min do dia 05 de novembro de 1977 e 18h50min dessa mesma data. Cinco dessas observações estão presentes no relatório da primeira missão versão oficial do SNI liberada pelo GSI, mas com texto razoavelmente parecido ao da nova versão inédita.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 02 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 02 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 03: INÉDITO

Relatório de Missão / I – Parte Informativa

Descrição: Relatório inédito contendo informações coletadas pela equipe militar junto a moradores que foram afetados pelo fenômeno nas localidades de Santo Antônio do Umbituba; Trombeta do Umbituba e Vila Nova do Umbituba.

Nº de páginas: 03

Período: de 21/10/1977 a 22/10/1977

SITUAÇÃO:

Vazado: inexistente.

Versão inédita: legível.

Comparativo: O documento é um relatório exclusivo contendo apenas os depoimentos dos moradores de Umbituba. É inédito e foi comparado aos depoimentos que estão incluídos dentro do documento vazado pela Revista UFO Relatório da Primeira Missão, Parte informativa, seção de depoimentos de Umbituba. Alguns depoimentos não são idênticos, contendo informações relevantes não conhecidas do público até hoje. Outras foram acrescidas na versão vazada, não tendo sido citadas no documento inédito. Há trechos novos, mas todos os entrevistados são os mesmos.

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 03 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 04:

Relatório de Missão / II – Parte Operacional

Descrição: Registros cronológicos das atividades executadas pela equipe militar durante a primeira missão da Operação Prato.

Nº de páginas: 10

Período: de 20/10/1977 a 10/11/1977

SITUAÇÃO:

Vazado: apresenta várias partes ilegíveis, principalmente nos rodapés.

Versão inédita: legível.

Comparativo: A versão agora revelada apresenta textos ligeiramente diferentes da vazada pela Revista UFO, mas que são significativos. Em contraste é praticamante igual à versão oficial do SNI liberada pelo GSI, mas completa, no caso, com o texto integral do final da primeira página e com as assinaturas de Flávio, Almeida e Pinto. A vazada era assinada apenas por Flávio Costa e a do GSI/SNI não possuía as assinaturas dos agentes.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 04 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 04 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 05: INÉDITO

Relatório de Pescadores

Descrição: Relatório inédito contendo informações coletadas pela equipe militar junto a pescadores que observaram o fenômeno.

Nº de páginas: 02

Período: 05/11/1977

SITUAÇÃO:

Vazado: inexistente.

Versão inédita: legível.

Comparativo: O documento é um relatório exclusivo contendo relatos de pescadores entre 22h00min do dia 04/11 e 04h00min do dia 05/11, chamado Relato de Pescadores. É inédito e foi comparado aos relatos que estão incluídos dentro do documento vazado pela Revista UFO Relatório da Primeira Missão, Parte informativa, seção de depoimentos de Colares. Há um relato que consta somente nesse documento (Sr. Afonso da Paixão), mesmo quando comparado com o Resumo Sintético-Cronológico e o relatório oficial do GSI/SNI. Os demais relatos não são idênticos e no geral bem mais sucintos do que na versão vazada.

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 05 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 06:

Relatório de Missão / Comentários e Aspecto Psico-Social e Econômico

Descrição: Relatório de encerramento da primeira missão da Operação Prato elaborado pelo Sgt Flávio Costa.

Nº de páginas: 05

Período: de 20/10/1977 a 11/11/1977

SITUAÇÃO:

Vazado: apresenta algumas partes ilegíveis, principalmente nos rodapés e a direita das páginas. Trata-se de um único documento dividido em duas partes (Comentários e Aspecto psico-social e econômico).

Versão inédita: legível.

Comparativo: Aparentemente Flávio Costa produziu relatórios independentes para as duas partes: um para Comentários e outro abordando o Aspecto psico-social e econômico. Em relação à primeira parte (Comentários) conseguimos apenas a primeira página. Quanto à segunda parte (Aspecto psico-social e econômico), embora seja apresentada integralmente, esta versão apresenta algumas palavras e construção de frases diferentes da versão até hoje conhecida.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 06 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 06 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 07:

Relatório de Missão / I – Parte Operacional

Descrição: Registros cronológicos das atividades executadas pela equipe militar durante a segunda missão da Operação Prato.

Nº de páginas: 05

Período: de 25/11/1977 a 05/12/1977

SITUAÇÃO:

Vazado: apresenta várias partes ilegíveis.

Versão inédita: legível.

Comparativo: Aparentemente a nova versão é a matriz que gerou a versão vazada.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 07 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 07 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 08:

Relatório de Missão / II – Parte Informativa

Descrição: O presente relatório mescla informações que foram coletadas junto a moradores das localidades afetadas pelo fenômeno, com dados provenientes de avistamentos presenciados pelos próprios militares durante a segunda missão da Operação Prato.

Nº de páginas: 10

Período: de 25/11/1977 a 05/12/1977

SITUAÇÃO:

Vazado: apresenta várias partes ilegíveis.

Versão inédita: legível.

Comparativo: Aparentemente a nova versão é a matriz que gerou a versão vazada. Essa suposta matriz teve o cabeçalho do relatório, campos que identificavam a Missão e os militares bloqueados com tarjas escuras.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 08 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 08 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 09:

Relatório Extra 01

Descrição: Relatório de observação do Sgt Flávio Costa na Baia do Sol

Nº de páginas: 01

Período: 20/11/1977

SITUAÇÃO:

Vazado: legível

Versão inédita: legível.

Comparativo: a versão inédita agora apresentada possui redação um pouco diferente, com informações adicionais, aparentemente sem alteração substancial de conteúdo.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 09 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 09 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 10:

Relatório Extra 02

Descrição: Relatório de observações do Sgt.  Flávio Costa na Baía do Sol. 

Nº de páginas: 02

Período: 21/11/77 e 22/11/77

SITUAÇÃO:

Vazado: ilegível no rodapé da primeira folha.

Versão inédita: legível.

Comparativo: inédito praticamente idêntico, apenas está sem assinatura na segunda página e sem o texto “Extra 02”. Há uma assinatura de Flávio Costa na lateral esquerda da primeira página do documento inédito.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 10 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 10 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 11:

Relatório Extra 03

Descrição: Relatório de observações do Sgt Flávio Costa na Baia do Sol

Nº de páginas: 01

Período: 09/12/77 e 10/12/77

SITUAÇÃO:

Vazado: ilegível apenas a distância de Corpo Luminoso do último evento registrado.

Versão inédita: legível.

Comparativo: inédito praticamente idêntico, apenas está sem assinatura e sem o texto “Extra 03”.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 11 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 11 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 12:

Relatório Extra 04

Descrição: Relatório de observações do Sgt Flávio Costa na Baia do Sol

Nº de páginas: 01

Período: 10/12/77 e 11/12/77

SITUAÇÃO:

Vazado: ilegível em algumas partes.

Versão inédita: legível.

Comparativo: inédito praticamente idêntico, apenas está sem assinatura e sem o texto “Extra 04”.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 12 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 12 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 13:

Relatório Extra 05

Descrição: Relatório de observações do Sgt. Flávio Costa na Baia do Sol

Nº de páginas: 01

Período: 13/12/77 e 14/12/77

SITUAÇÃO:

Vazado: legível, com algumas palavras levemente desbotadas.

Versão inédita: legível.

Comparativo: inédito praticamente idêntico, apenas está sem assinatura, sem o texto “Extra 05” e a data de 14 de dezembro foi inserida a mão.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 13 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 13 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 14:

Relatório Extra 06

Descrição: Relatório de observações do Sgt. Flávio Costa na Baía do Sol.

Nº de páginas: 01

Período: 14/12/77 e 15/12/77

SITUAÇÃO:

Vazado: ilegível no rodapé da página.

Versão inédita: legível.

Comparativo: inédito praticamente idêntico, apenas está sem o texto “Extra 06”.  Nenhum dos dois documentos apresenta assinatura ou campo para isso. Aparentemente a nova versão é a matriz que gerou a versão vazada.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 14 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 14 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 15: INÉDITO

Relatório de Missão – Fazenda Jejú

Descrição: Relatório inédito contendo observações da equipe militar na Fazenda Jejú.

Nº de páginas: 01

Período: 16/12/1977

SITUAÇÃO:

Vazado: inexistente.

Versão inédita: Documento inédito e legível.

Comparativo: 100% novo.

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 15 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 16:

Relatório do Agente – Partes Operacional e Informativa – Fazenda Jejú

Descrição: Relatório contendo observações da equipe militar na Fazenda Jejú.

Nº de páginas: 02

Período: 16/12/77 e 17/12/77

SITUAÇÃO

Vazado: Ilegível em alguns trechos, especialmente na “Parte Informativa”.

Versão Inédita: Legível.

Comparativo: Na parte Operacional há algumas diferenças em algumas palavras e na disposição da apresentação da Equipe operacional, entretanto, sem alteração de conteúdo.

Na parte Informativa há vários registros a serem considerados.

  • Na versão inédita não há o desenho dos buracos da folha 02 (versão vazada);
  • Na versão inédita agora é possível lermos o registro da equipe militar informando que no terreno examinado havia uma marca circular com uma área de 2,5m² e a presença de um sulco raso circular acompanhando a profundidade da área);
  • Há divergências de informações em relação a 02 (dois) buracos presentes no solo:

3.1- Na versão inédita informa-se que os buracos medem 50×50 cm, sendo um quadrado e outro de forma circular. Na versão vazada, pelo desenho, percebe-se que ambos são quadrados;

3.2 – Se considerarmos um terceiro Relatório, o Registro de Observações de Ovnis (disponível na seção Documentos), percebe-se pelo desenho abaixo, que os militares registraram ambos como sendo quadrados e com dimensões 40×40 cm, divergente, portanto, da versão inédita;

3.3- Na versão inédita a distância entre os buracos por seus bordos exteriores foi registrada como sendo de 1,40m. Já na versão vazada, pelo desenho, essa distância seria de 1,60m.

Na parte denominada “Observações”, há algumas diferenças em palavras sem alteração significativa de seu conteúdo. A versão inédita traz um registro extra de observação no dia 16.12.77 as 23:45h. Na versão inédita, para a observação do dia 17.12.77 as 00:30h, não foi consignado o deslocamento da equipe, de viatura, para melhor observar e fotografar o objeto avistado.

Versão inédita apresenta ao final o nome do 3S Nascimento, porém sem assinatura.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 16 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 16 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 17:

Relatório de Missão – Partes Operacional e Informativa – Fazenda Jejú

Descrição: Relatório contendo observações da equipe militar na Fazenda Jejú.

Nº de páginas: 01

Período: 20/12/77 e 21/12/77

SITUAÇÃO

Vazado: Ilegível em alguns trechos, especialmente na parte inferior.

Versão Inédita: Legível.

Comparativo: Inédito praticamente idêntico. Versão inédita apresenta ao final o nome do Cap. Hollanda, porém sem assinatura.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 17 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 17 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 18:

Relatório do Agente – Extra 07

Descrição: Relatório contendo observações da equipe militar na Fazenda Jejú.

Nº de páginas: 01

Período: 20/12/77 e 21/12/77

SITUAÇÃO

Vazado: Levemente apagado em alguns trechos, porém, sem prejuízo da leitura de todo conteúdo.

Versão Inédita: Legível.

Comparativo: Inédito praticamente idêntico. Versão inédita não possui a assinatura do Sgt. Flávio.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 18 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 18 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 19:

Relatório do Agente – Extra 08

Descrição: Relatório de observações do Sgt Flávio Costa na Baia do Sol

Nº de páginas: 02

Período: 21/12/77 e 22/12/77

SITUAÇÃO

Vazado: Ilegível em alguns trechos, especialmente na parte inferior da primeira página.

Versão Inédita: Legível.

Comparativo: Inédito praticamente idêntico, apenas está sem assinatura e sem o texto “Extra 08”.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 19 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 19 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 20:

Relatório do Agente – Extra

Descrição: O presente relatório mescla informações que foram coletadas junto a moradores da cidade de Colares afetadas pelo fenômeno, com dados provenientes de avistamentos presenciados pelos próprios militares.

Nº de páginas: 05

Período: 23/01/78 a 03/03/78

SITUAÇÃO

Vazado: Ilegível em alguns trechos, especialmente na parte inferior das páginas.

Versão Inédita: Legível.

Comparativo: Versão inédita traz várias informações omitidas na parte inferior das páginas em relação à versão vazada. Versão inédita apresentada sem o nome e assinatura do Sgt. Flávio (tarja).

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 20 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 20 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 21:

Relatório do Agente – Extra 09

Descrição: Relatório de observações do Sgt Flávio Costa no Rio Guajará

Nº de páginas: 01

Período: 23/01/78 e 24/01/78

SITUAÇÃO

Vazado: Levemente apagado em alguns trechos.

Versão Inédita: Legível.

Comparativo: Inédito praticamente idêntico. Versão inédita não possui a assinatura do Sgt. Flávio.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 21 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 21 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 22:

Relatório do Agente – Extra 10

Descrição: Relatório de observações do Sgt. Flávio Costa no Rio Guajará

Nº de páginas: 01

Período: 27/01/78 e 28/01/78

SITUAÇÃO

Vazado: Ilegível em alguns trechos, especialmente na parte inferior das página.

Versão Inédita: Legível.

Comparativo: Versão inédita traz várias informações omitidas na parte inferior da página e traz novos personagens como o Eng. Químico Agostinho e o, à época, Major Médico Dr. Benchimol. Versão inédita apresentada sem assinatura do Sgt. Flávio.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 22 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 22 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 23:

Relatório Extra 11

Descrição: Relatório de observações do Sgt. Flávio Costa na Baía do Sol

Nº de páginas: 01

Período: 19/06/78 e 20/06/78

SITUAÇÃO

Vazado: Levemente apagado em alguns trechos.

Versão Inédita: Legível.

Comparativo: Inédito praticamente idêntico. Versão inédita não possui a assinatura do Sgt. Flávio.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 23 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 23 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 24:

Relatos Esparsos

Descrição: Relatório contendo informações coletadas pela equipe militar junto a moradores de diversas localidades afetadas pelo fenômeno.

Nº de páginas: 03

Período: 26/03/78 e 25/08/78

SITUAÇÃO

Vazado: Levemente apagado em alguns trechos, especialmente abaixo e à direita das páginas.

Versão Inédita: Legível.

Comparativo: Inédito praticamente idêntico. Versão inédita não possui a assinatura do Sgt. Flávio.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 24 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 24 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

RELATÓRIO 25:

Relatório Extra 12

Descrição: Relatório de observações do Sgt Flávio Costa no Rio Guajará

Nº de páginas: 01

Período: 30/06/78

SITUAÇÃO

Vazado: Levemente apagado em alguns trechos.

Versão Inédita: Legível.

Comparativo: Inédito praticamente idêntico. Versão inédita não possui a assinatura do Sgt Flávio.

VERSÃO ANTIGA DESTE RELATÓRIO 25 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

VERSÃO INÉDITA DESTE RELATÓRIO 25 (CLIQUE AQUI PARA DOWNLOAD)

 

Entrevista com o Tenente-Coronel Médico Dr. Isaac Samuel Benchimol

O Tenente-Coronel Isaac Samuel Benchimol, que na época era Major médico chefe do serviço de saúde da primeira zona aérea, participou de uma vigília em janeiro de 1978 a convite do então Capitão Hollanda (ver relatório Extra 10).  Segue abaixo a entrevista concedida no dia 19 de setembro de 2017.

1) Dr. Benchimol, qual a função que o senhor exercia na época da Operação Prato?

Resposta: Eu era chefe do serviço de saúde da primeira zona aérea.

2) Qual a sua função atual?

Resposta: Atualmente estou na reserva e continuo como médico.

3) Como o senhor ficou sabendo dos acontecimentos no ano de 1977?

Resposta: Eu fiquei sabendo porque eu era muito ligado ao Hollanda, que era a pessoa que estava incumbida de comandar a pesquisa sobre os “possíveis discos voadores”.

4) O senhor poderia descrever como foi sua participação na Operação Prato?

Resposta: A minha participação foi por curiosidade, foi a convite do Hollanda. Ele nos levou em uma noite, eu e meu cunhado (Agostinho) até um terreno que pertencia a Volkswagen, eu não lembro qual era o município. Subimos em uma espécie de torre ou caixa d’água muito alta, ficamos lá por mais ou menos duas horas de tempo, mas não observamos nenhum objeto luminoso.

5) O senhor recorda quem foram os participantes nessa vigília?

Resposta: O Hollanda, meu cunhado Agostinho Barros… participaram mais algumas pessoas, mas eu não recordo.

6) Qual era a expectativa ao ir ao local?

Resposta: Nós queríamos ver alguma coisa, algum evento já relatado pelos colegas, mas infelizmente não conseguimos ver nada.

7) Qual a repercussão da missão no comando?

Resposta: O comando mantinha isso com muita reserva, porque não tinha comprovação. No meio militar existe essa preocupação em fornecer informação com comprovação.

8) O senhor chegou a ver fotos e vídeos?

Resposta: Eu cheguei a assistir um vídeo no comando, uma reunião só para oficiais, mas não se sabe como foi feito aquilo, da veracidade daquilo… não se pode duvidar, mas também não se pode afirmar.

Eu não posso te descrever com precisão pois fazem muitos anos, mas eu lembro que no vídeo que eu vi aparecia uma luminosidade diferente, mas nada de anormal ou extraordinário, era como uma estrela grande no céu, a gente não pode afirmar com certeza que aquilo não se tratava de uma coisa da natureza.

9) O que os participantes da Operação Prato achavam?

Resposta: Bom, o Hollanda principalmente relatava bastante aparecimentos de objetos não identificados. Onde havia notícia de aparecimentos ele sempre estava lá, passava noites esperando para poder constatar. Era um fenômeno inusitado, todos queriam constatar algo para depois afirmar com certeza do que se tratava.

10) O senhor percebeu alguma mudança no comportamento dos integrantes da missão?

Resposta: Eu era mais próximo do Hollanda e não percebi nenhuma mudança em seu comportamento durante o tempo que eu convivi com ele.

11) Qual é sua opinião a respeito do fenômeno?

Resposta: Como eu não vi, é natural que eu tivesse ficado na dúvida, se eu tivesse visto, claro que eu ia te dizer que eu vi, e confirmava, mas eu não vi. Talvez porque como eu participei uma vez apenas, seria mais difícil ver.

Nota: O Eng. Químico Agostinho Barros da Costa, Professor da UFPA, infelizmente faleceu no início de 2017.

Autores do artigo: Luiz Fernando, Raphael Pinho, Hélio A. R. Aniceto, P.A. Ferreira e M.A. Farias.